Logo Agro 2
Tipografia UFJ

Érica Virgínia Estêfane de Jesus Amaral

AUTOR: Érica Virgínia Estêfane de Jesus Amaral
TÍTULO: CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA E IDENTIFICAÇÃO TAXONÔMICA DE ESPÉCIES DE CAMPOMANESIA RUIZ & PAVON (MYRTACEAE)
ORIENTADOR: Prof. Dr. Edésio Fialho dos Reis, Co-orientadora: Profª. DrªKaila de Assis Ressel Pereira
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Não informada
LINHA DE PESQUISA: Não informada
DATA DE APROVAÇÃO: 08/05/2012

 

Resumo:

Os desmatamentos indiscriminados ameaçam cada vez mais as espécies nativas, inúmeras com potencial econômico. Dentre essas destaca-se as gabirobeiras, plantas pertencente à família Myrtaceae, gênero Campomanesia, cujos frutos são bastante apreciados pela população regional. O gênero apresenta registros de seis espécies para o estado de Goiás, sendo algumas de difícil identificação. O trabalho objetivou 1) a caracterização morfológica de espécies do gênero Campomanesia, em diferentes estágios de desenvolvimento; 2) registrar a ocorrência destas espécies na região amostrada e 3) montar uma chave taxonômica para identificação das espécies encontradas. As coletas foram realizadas no período reprodutivo das espécies, sendo feita a herborização do material e coleta de propágulos para plantio. Amostras de material registrados em herbário também foram utilizados para enriquecimento das espécies. A descrição morfológica foi realizada utilizando-se um estereoscópio com câmera acoplada. As estruturas descritas e fotografadas foram: folhas, flores, frutos, ramos, pecíolos, pedúnculos e gemas dos indivíduos adultos e, hipocótilo, epicótilo, cotilédones, eófilos, metáfilos, pecíolos e gemas das plântulas e plantas jovens. Foi possível identificar e descrever três espécies, C. adamantium, C. pubescens e C. xanthocarpa. Estas demonstraram um padrão de distribuição homogêneo. Algumas características mostraram-se essenciais para a diferenciação das espécies. A chave taxonômica mostrou-se prática e simples, contribuindo para uma correta identificação taxonômica das espécies.

  

Pdf ícone

TEXTO COMPLETO